Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Claudia Regina Cancado Sgorlon Tininis

Publicado: Terça, 09 de Maio de 2017, 10h59 | Última atualização em Sexta, 12 de Maio de 2017, 11h45 | Acessos: 478

A Profa. Dra. Claudia Regina Cançado Sgorlon Tininis foi a primeira diretora do câmpus avançado de Matão, nomeada em 18 de agosto de 2010 e ocupando o cargo até 21 de abril de 2013.

As atividades do câmpus avançado iniciaram-se nas instalações do antigo prédio do colégio Adelino Bordignon no centro da cidade, cedido pela prefeitura de Matão. Na época, as muitas reformas necesárias para o pleno desenvolvimento das atividades aconteceram concomitantemente ao início das aulas, sendo que muitas foram as tratativas com a Prefeitura Municipal para que os laboratórios tivessem todos os requisitos de segurança e funcionalidade atendidos. Assim, em 25 de agosto de 2011, ocorreu a inauguração do Laboratório de Pesquisa em Biocombustível, investimento na faixa de três milhões de reais destinado à formação de alunos e desenvolvimento de pesquisas. A solenidade de abertura do laboratório contou ainda com a presença de diversas autoridades da região, além do reitor do IFSP - Arnaldo Augusto Ciquielo Borges, do pró-reitor de Extensão - Garabed Kenchian, do diretor de Pesquisa - Paulo Marcos Aguiar, e do diretor-geral do Câmpus Sertãozinho - Lacyr João Sverzut.

Na ocasião, A Diretora do câmpus avançado, destacou as conquistas da unidade durante seu primeiro ano de funcionamento, entre eles a compra de equipamentos com recursos do MCTI e do IFSP, que além de atenderem o próprio câmpus também foram destinados a outras sete unidades do IFSP, sendo ressaltadas também as diversas linhas de pesquisas implantadas em nível local. O reitor revelaria ainda os futuros planos de instalação da sede própria do IFSP Matão. Ao final do ano de 2010, o orçamento para a construção do novo câmpus foi empenhado e após extensas negociações com a prefeitura que possibilitaram a definição do terreno doado para construção, em 2011 as obras começaram, sendo o novo câmpus inaugurado em abril de 2013.

Em relação à sua formação acadêmica, possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Viçosa (1991), aprimoramento em Nutrição pelo Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto, mestrado em Ciência dos Alimentos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001) e doutorado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Tem experiência na área de Biotecnologia, onde obteve a patente do desenvolvimento de um Kit Enzimático para Determinação de Glicerol; na área da Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Tecnologia de Produtos de Panificação, com estudo de Saccharomyces cerevisia e para massas congeladas, como tese de doutorado. Foi professora de Química e Bioquímica de Alimentos e de Tecnologia de Panificação na FEF. Atuou como coordenadora do curso de Engenharia de Alimentos, membro do Colegiado de Curso de Pós-graduação em Biodiesel, professora de bioquímica e bioengenharia do CEFETRV e de enzimologia no curso de pós-graduação. Desenvolve trabalhos com extração e caracterização de óleos de plantas do cerrado; e aproveitamento de glicerina proveniente de hidrólise de triglicerídios. Atuou como interventora no IFPA, onde ocupou o cargo de Diretora de Extensão e em seguida Diretora de Ensino do Câmpus Belém até agosto de 2014. Prestou colaboração técnica ao MEC, atuando junto a Diretoria de Desenvolvimento da Rede Federal de outubro de 2014 a julho de 2016. Atualmente atua como professora do IFSP Matão dos cursos técnicos e tecnológicos de alimentos e é pesquisadora nas áreas de biocombustíveis e alimentos. (Fonte: Currículo Lattes)

 

Documentos correlatos

Portaria 1.642 18/08/2010 - Nomeação diretora câmpus avançado

Portaria 1.498 15/04/2013 - Exoneração diretora câmpus avançado

Fim do conteúdo da página